9 de agosto de 2020 - 10:21

“Em que universo parece plausível jogar por não ter nada a perder e não por mérito?” explica Kami

PaiN Gaming classificada para os playoffs, garantida na primeira colocação, hora perfeita para colocar Kami para jogar e pegar ritmo, certo? Errado. De acordo com o próprio jogador, não é plausível jogar apenas ‘por não ter nada a perder’. Para ele, é necessário ter méritos e, pelo visto, Kami não está apresentando resultados bons o suficiente nos treinos para conquistar merecer, no mínimo, um revezamento com Tinowns.

Kami ainda descreveu a tarde deste sábado (8) como “delicada”. Vale lembrar que hoje faz cinco anos da final vencida pela paiN, contra a INTZ, que deu o título do CBLOL 2015 para eles. Posteriormente, Mylon, SirT, Kami, brTT e Dioud fizeram a melhor campanha da história de um time brasileiro em um mundial de League of Legends.

A líder paiN Gaming volta a Summoners Rift neste domingo (9) contra a Prodigy Esports, que ainda busca uma vaga nos playoffs.

9 de agosto de 2020 - 10:21

Autor: Victor Leahy