3 de agosto de 2020 - 14:35

Kami não deve jogar mesmo com paiN garantida nos playoffs, sinaliza Dionrray

Mesmo perdendo para a Vivo Keyd nesse domingo (2), a paiN Gaming garantiu a classificação para os playoffs do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLOL) após vitória do Flamengo Esports sobre a Prodigy, que ainda tinha chances matemáticas de ultrapassar a equipe de brTT.

Após a classificação assegurada, grande parte da torcida da paiN passou a pedir para que Kami pudesse entrar nas próximas partidas, tanto para mostrar como está em sintonia com a equipe, quanto para treinar estratégias novas, visando a necessidade de ter mais de um estilo de jogo no modo mata-mata da competição.

No entanto, durante a entrevista coletiva realizada nesse domingo (2) o ‘coach’ da paiNDionrray, não chegou a dizer que Kami não vai jogar, mas jogou um balde de água fria em parte da torcida, sinalizando negativamente para a possibilidade. Para ele, a equipe ainda apresenta muitas falhas que precisam ser trabalhadas nas próximas rodadas, o que pode impedir uma eventual aparição de Kamikat como titular da equipe.

“A hora do Kami jogar vai ser quando nós, como staff, organização e jogadores também sentirmos que é a melhor opção para a gente. Por mais que estejamos nos playoffs, ainda estamos em busca da primeira posição, ainda tem bastantes falhas e precisamos aperfeiçoar algumas coisas. Vamos usar os três últimos confrontos para dar o nosso melhor e corrigir falhas. Vamos encarar da mesma forma”, disse Dionrray.

Divulgação/Riot Games Brasil

Dionrray sinalizou negativamente para participação de Kami nos jogos restantes da fase de pontos do CBLOL 2020

Wiz

O membro da comissão técnica da paiN Gaming também foi questionado sobre a situação do caçador Wiz. O coreano foi anunciado no início da segunda etapa mas, a três jogos do fim da fase de pontos, o jogador ainda não chegou ao Brasil e sequer treinou com a equipe.

“Sobre o Wiz, não temos como fugir. Mantenho o discurso de que a paiN, como organização, está fazendo o possível para trazer ele. Infelizmente não são questões que dependem só da gente, caso contrário não estaríamos nessa situação. A partir do momento que ele estiver disponível, tanto ele quanto o Cariok, quem tiver mais preparado e alinhado com o time, vai jogar”, concluiu.

3 de agosto de 2020 - 14:35

Autor: Victor Leahy